Leve na Sua Empresa

Sabemos que transferir um profissional – especialmente para o exterior – exige cuidado, atenção e muito trabalho. É tanta burocracia, são tantas providências, que nem sempre os profissionais envolvidos com a mobilidade conseguem dar a devida atenção a quem acompanha o profissional transferido.

Consideramos que a  expatriação pode ser de um profissional, mas esse processo ocorre em família.

Identificamos no “cônjuge expatriado”  um dos principais aliados para o sucesso da transferência, tudo depende de como ele vai se ver e ser visto nessa mudança.

Infelizmente, o apoio recebido pelas empresas ainda não corresponde às necessidades de quem acompanha o profissional.

Segundo pesquisa Mobility Brasil 2018, feita pela consultoria Global Line, com o apoio da Worldwide ERC, FIA e ABRH-SP , “utilizando a metodologia do Net Promoter Score (NPS) observamos que na maioria das empresas pesquisadas (73%) a satisfação dos transferidos em relação ao apoio recebido em sua expatriação é baixa, havendo clara necessidade de melhorias.”

A edição de 2017 da mesma pesquisa já apontava a necessidade de um apoio ao cônjuge mais abrangente, com oferta – por exemplo – de processos de coaching voltado aos “cônjuges expatriados.”

A edição de 2015 já revelava como a falta de um olhar mais efetivo a quem acompanha pode resultar em repatriação antecipada, resultando em prejuízos emocionais para a família, à carreira do profissional e para a empresa. Segundo a pesquisa:

  • O expatriado custa quase 3 vezes mais que um funcionário local. • Das empresas ouvidas, de cada 10 expatriações, pelo menos 2 não dão certo. • Questões familiares – citadas por 75% das empresas – são os principais motivos de fracasso em uma transferência internacional, superando até problemas de performance profissional.

 

Conte com a Leve para que a sua empresa não faça parte dessa estatística.

Para mais informações, entre em contato: contato@leveorganizacao.com.br

Serviços:

– Workshop para profissionais de Global Mobility: “Melhores práticas para lidar com o ‘cônjuge expatriado’ e transformá-lo em um parceiro no processo de mudança.”

– Palestra de ambientação a um novo modelo de vida para grupos de cônjuges.

– Produção de conteúdo em Global Mobilitity para veículos internos, blogs e redes sociais.

 

Se a sua empresa quer um apoio mais direcionado a quem acompanha o profissional transferido, consulte na área de Suporte ao Cônjuge Expatriado serviços específicos para esse público.